Democratizando a arquitetura

Transforme sua kitnet em loft com essas dicas exclusivas!

Que tal transformar a sua kitnet em loft? Ultimamente, está cada vez mais comum encontrar pessoas que vivem em espaços com metragens reduzidas. Isso se dá por inúmeros fatores, mas, principalmente, por conta da verticalização imobiliária.

E quando falamos em apartamentos extremamente pequenos, há quem imagine que eles são apertados e, dificilmente, conseguem atender às necessidades de seus moradores. Nada disso! Com alguns truques, é possível fazer com que esses espaços se ampliem e, inclusive, fiquem mais funcionais e com a cara de seus proprietários.

É sobre isso que vamos falar no post de hoje. Para descobrir como criar uma ambientação perfeita e ter o lar dos sonhos, continue acompanhando a leitura, anote nossas recomendações e garanta agora mesmo o seu loft urbano ideal!

 

A diferença entre kitnet e loft

O primeiro passo para transformar a sua kitnet em loft, é entender bem as características de cada uma dessas propostas, assim como, as suas vantagens e desvantagens. Vamos lá? Kitnet, como o próprio nome já diz, é uma expressão de origem inglesa e que quer dizer “cozinha pequena”.

Inclusive, a proposta é exatamente essa — a de um cômodo único e que pode ser utilizado para diversas finalidades, servindo como sala, quarto e uma área para cozinhar bem pequena. O banheiro, por sua vez, é separado. Normalmente, as kitnets apresentam estrutura simples e são muito procuradas por jovens e pessoas que desejam morar sozinhas. As suas metragens podem chegar a, no máximo, 50 m², sendo bastante comuns em centros urbanos.

Aqui, não podemos esquecer que existem vários benefícios ao morar em um imóvel com tais características. O principal diz respeito ao orçamento: quanto mais compacto for o espaço menor serão os seus gastos mensais, assim como a necessidade de manutenção.

Esses locais também costumam garantir excelente sensação de acolhimento aos moradores que, por sua vez, precisam investir em uma decoração simples e funcional. Em alguns casos, o estilo minimalista é o mais recomendado para evitar acúmulos ou o uso de elementos capazes de prejudicar a circulação de pessoas.

Foto: milkdecoration.com

Já o loft…

Com o loft, a proposta é um pouco diferente. E para entendê-la, precisamos voltar no tempo. Em linhas gerais, os lofts tiveram origem na Europa e nos Estados Unidos, por volta dos anos 1970. Naquela época, a moradia havia se tornado muito cara para boa parte da população e o mercado imobiliário estava passando por uma adaptação.

Diante disso, as pessoas da vanguarda, ou seja, artistas, designers, arquitetos e jornalistas, começaram a habitar os antigos galpões de fábricas, como uma forma de garantir um espaço descolado, moderno e, ao mesmo tempo, mais econômico para viver. Rapidamente, esses ambientes se transformaram em verdadeiros ateliês, misturando estilo, bom gosto e muita criatividade em um só local.

E como não poderia ser diferente, essa proposta foi se estendendo até os dias atuais. Hoje, os lofts são desenvolvidos propositalmente em diversos empreendimentos, especialmente, para as pessoas que desejam viver em uma planta livre, com espaços conectados e uma atmosfera industrial.

Vale lembrar que essas construções também valorizam a entrada de iluminação natural, tendem a manter as suas estruturas expostas e usam muitas texturas rústicas. Entre elas, destacamos os tijolos, a madeira, o concreto e o ferro.

Foto: oregonlive.com

Como transformar kitnet em loft? Dicas rápidas!

Sabendo das principais características da kitnet e do loft, você já possui informações suficientes para começar a transformação de seu espaço. Para não ter erro, indicamos traçar um bom planejamento, considerando todas as mudanças que serão realizadas, gastos com revestimentos e, até mesmo, com a mão de obra necessária. A seguir, contamos alguns passos simples e que tornarão a empreitada mais fácil.

Amplie o espaço

Como foi dito, uma das principais características dos lofts são os seus ambientes amplos, livres de paredes ou muitas estruturas. Assim, considere diminuir o número de paredes e criar um ambiente bem integrado.

Para garantir uma boa sensação de uniformidade, também é válido instalar o mesmo piso em todo o espaço — de preferência, em uma cor neutra e versátil. Nos lofts, é muito comum que os moradores utilizem o revestimento de cimento queimado a fim de obter tal efeito. Já se preferir um material mais sofisticado, os laminados são excelentes opções.

Foto: theeverygirl.com

Inclua boas opções de armazenamento

Você não pode se esquecer que a kitnet consiste em um espaço de metragens bem reduzidas. Consequentemente, é preciso investir em boas opções de armazenamento, com o objetivo de manter os seus pertences organizados e em seus devidos lugares.

Para tanto, uma solução bacana é recorrer aos móveis feitos sob medida. Com eles, você conseguirá guardar os seus eletrodomésticos, roupas e demais objetos de um modo prático e eficiente — sem comprometer a proposta da decoração.

Esse método deve ser levado a todos os ambientes do imóvel, especialmente, aqueles que carecem de um cuidado especial. A cozinha, a lavanderia e o banheiro são os principais.

Foto: theeverygirl.com

Favoreça a iluminação natural

Além de ser um ponto forte nos lofts, a iluminação natural é uma estratégia incrível para que a sua kitnet fique mais clara e, em consequência, pronta para transmitir a impressão de amplitude e bem-estar.

Dessa forma, prefira utilizar cortinas de tecidos mais leves e finos, como os modelos confeccionados em algodão ou linho. Outra dica é evitar o uso de mobílias grandes, principalmente, em áreas que possam atrapalhar a distribuição da luz pelo apartamento. Entre esses itens, estão as estantes, os racks e os aparadores.

Foto: cotemaison.fr

Use revestimentos diferenciados

Podemos dizer que os revestimentos são os protagonistas dos lofts. Desde a criação do conceito, esses espaços são formados por materiais que carregam uma pegada mais rústica e urbana. Madeira, cimento e aço são alguns deles.

Assim, você pode aproveitar a proposta e incluir alguns desses elementos em sua ambientação. Para alcançar um resultado digno de loft americano, os tijolinhos aparentes não podem faltar. Caso acredite que essa opção é muito trabalhosa, a alternativa é substituir os tijolos por adesivos ou papéis de parede na mesma estampa. Fica show!

Foto: lakbermagazin.hu

E aí, com essas dicas especiais você já sente segurança para transformar a sua kitnet em loft? Para continuar se aprofundando no assunto aproveite e veja o nosso outro post com inspirações para banheiros pequenos e bonitos. Você vai adorar!

9 ideias lindas de porta-livros

Artigo anterior

Almofadas diferentes para transformar seu ambiente

Próximo artigo
Marina Martins
Marina é jornalista, formada pela Universidade São Judas Tadeu (SP). Atua há mais de cinco anos escrevendo sobre arquitetura, design e construção. Atualmente, cursa pós-graduação em Comunicação de Moda (Universidade Anhembi Morumbi) e MBA em História da Arte (Universidade São Camilo). É apaixonada por artes e não dispensa uma boa série nas horas vagas.

Você pode se interessar por esse também

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.